PRR

A nível europeu, Portugal foi o primeiro país a submeter uma proposta para o Plano de Recuperação e Resiliência a Bruxelas, tendo já passado pelo crivo político da Comissão Europeia, Conselho de Ministros e demais instituições supranacionais, com uma dotação total de cerca de 16,5 mil milhões de euros.
Assim, este tem três vertentes fundamentais, a partir das quais se ramificam as diferentes iniciativas planeadas:
  • Resiliência: melhoria da recuperação económica e do aumento da capacidade de reação e superação face a crises futuras e aos desafios associados, de forma transformativa, duradoura, justa, sustentável e inclusiva, sendo entendida no contexto PRR em todas as suas vertentes: resiliência social, resiliência económica e do tecido produtivo e resiliência territorial;
  • Transição Climática: melhor e mais sustentável aproveitamento dos recursos, aumento da produção de energias renováveis e descarbonização da economia e da sociedade;
  • Transição Digital: aumento das competências para que os portugueses possam tomar partido das ferramentas tecnológicas disponíveis, provenientes da crescente digitalização da atividade económica, maximizando a eficiência do seu trabalho e promovendo a participação num mercado mais inclusivo.
Na Shift-Up conseguirá obter um aconselhamento enquadrado nas diferentes iniciativas disponíveis, obtendo uma análise aprofundada de todas as diligências financeiras e legais necessárias, assim como um acompanhamento do seu projeto, sendo este realizado com base na experiência acumulada da redação e acompanhamento de centenas de projetos até à data.
Assim, de modo a estar a par da abertura de novos concursos no âmbito das vertentes de investimento apresentadas, sugerimos a subscrição da nossa newsletter, donde constará uma síntese informativa com todas as iniciativas do PRR relevantes para os mais variados setores das empresas portuguesas.